Viajar para a Europa: 12 sites para tirar o planejamento do papel

Viajar para a Europa: 12 sites para tirar o planejamento do papel

Em tempos de Euro nas alturas, viajar para a Europa é o tipo de coisa que exige um planejamento bem redondinho pra fazer render os recursos mais importantes de qualquer viagem: tempo (bem aproveitado) e dinheiro (bem investido).

Pensando nisso, esse artigo traz os sites que me deram as melhores sacadas pra eu chegar na Europa e só me preocupar em curtir a minha viagem sem perder tempo com coisas que eu poderia ter resolvido antes, e me ajudaram a vencer a etapa do planejamento com rapidez e sem dor de cabeça desnecessária.

Aqui eu não vou me preocupar em citar guias de destinos tanto no meu, quanto em outros blogs, já que o foco aqui é indicar as fontes que vão te ajudar a ligar os pontos no mapa da forma mais prática possível, imaginando que estes pontos já estão escolhidos.

+ Documentos para Viajar para a Europa: o guia para mandar bem na imigração.

viajar para a europa

Torre Eiffel – Paris (Foto: Arquivo Pessoal)

Comprar as passagens (Brasil x Europa)

DECOLAR.COM: Ainda é o melhor buscador de passagens nacionais e internacionais que temos disponível, por conta de duas ferramentas poderosas para quem tem flexibilidade de datas. A primeira oferece a possibilidade de ver como ficam os preços fazendo todas as combinações possíveis de datas variando +/- 3 dias em relação aos que você escolheu.

viajar para a europa

A outra ferramenta é perfeita pra quem ainda não decidiu a data das férias, já que mostra a evolução dos preços para viagens com a mesma duração e destinos que a sua, a partir do mês atual.

viajar para a europa

Vale também a boa e velha tática ao usar o Decolar: fazer a pesquisa de preços e comparar com o valor da passagem para o mesmo vôo se comprada direto no site da cia. aérea, pra escapar dos famosos encargos que a Decolar cobra pra emitir as passagens.

Mas ainda assim pode ser que você se surpreenda. Quando comprei a minha passagem de São Paulo para Madri pela Air China, mesmo com os encargos, saía uns R$50 mais barato comprando pela Decolar.

Agora, absolutamente não compre nenhum trecho dentro da Europa pela Decolar. Por três motivos:

  1. Porque aí sim as taxas cobradas pelo site são exorbitantes e irreais, e você inevitavelmente vai pagar muito mais caro (vi casos em que as taxas eram algumas vezes maiores que o próprio preço do vôo);
  2. Outra, porquê a Decolar não apresenta os preços das principais low-cost Europeias, como a Ryannair e a Easyjet;
  3. Você ainda nem sabe para quais trechos dentro da Europa o avião será o meio mais prático (Mas fique tranquilo que ao longo do texto eu já te ensino como descobrir 🙂 ).

Promoções de passagens aéreas

MELHORES DESTINOS: Todo viajante brasileiro que se preze tem que estar inscrito na newsletter do Melhores Destinos para não marcar bobeira e perder as diversas promoções que eles divulgam diariamente, tanto de passagens nacionais, quanto internacionais.

Quem fica sabendo e chega primeiro, garante ótimos preços (muitas vezes abaixo dos R$2000, ida e volta, com taxas) nas passagens para vários países da Europa.

Seguro Viagem

MONDIAL ASSISTANCE: O seguro é obrigatório para entrar em qualquer país pertencente ao Tratado de Schengen e vários outras nações europeias. Mesmo onde não é obrigatório, não ter cobertura pode significar gastos astronômicos para o mais simples atendimento médico.

A Mondial oferece uma cobertura padrão, redondinha para quem vai viajar para a Europa, e que atende aos requisitos da comunidade européia para entrada de estrangeiros.

Quantos dias em cada lugar?

VIAJE NA VIAGEM: Genial como sempre, o Ricardo Freire fornece o melhor guia de cálculo de dias para estadia nas principais cidades da Europa, no segundo post/episódio da série “Vai por mim“.

Lógico que isso varia muito de acordo com os interesses específicos de cada viajante (não existe nada que te impeça de ficar todos os dias em uma única cidade), mas cada uma das sugestões dele vão de acordo com o tempo que é necessário para cobrir roteiros essenciais nas grandes cidades, além de dar dicas preciosas de cidades para incluir como bate-volta ou pit-stops de forma inteligente no seu roteiro.

Trem, avião ou ônibus?

GO EURO: Pra mim é um dos maiores achados da internet para quem está planejando a melhor forma de se deslocar de uma cidade para outra dentro do continente europeu.

De uma forma bem simples, você informa a cidade de onde sairá, o seu destino, data(s) e quantidade de pessoas. Ao clicar em “Pesquisar”, o site te informa os preços e o tempo total que você gastará indo de trem (comboio), avião ou ônibus (autocarro).

No caso dos vôos, ele já informa o preço da passagem de avião, mais o transporte entre os aeroportos de saída e chegada e seus respectivos centros das cidades.

viajar para a europa

Trem na Europa: Passagem avulsa ou Passe?

RAIL EUROPE: Depois que as cias. low-cost tomaram conta do mercado aéreo europeu, é cada vez mais difícil rentabilizar a compra de um passe. Uma vez que você já souber quais trechos fará de trem, no Rail Europe é possível comparar se é mais vantajoso financeiramente comprá-las separadamente ou utilizando um passe.

Normalmente, é mais vantajoso comprar as passagens direto no site das empresas que operam o trecho ferroviário que você irá usar, já que a Rail Europe cobra taxa de serviço. Mas em alguns casos, pode sim valer a pena comprar direto por lá:

  1. A Rail Europe oferece alguns trechos promocionais, que algumas vezes são mais baratos que no site das companhias. Vale a comparação antes de fechar a compra;
  2. Site em Português: A única cia. ferroviária européia que tem site em português é a Comboios de Portugal, por razões óbvias. Então, se você não está de bem com o Inglês, um site em português que venda as passagens das principais companhias pode ser uma tremenda mão na roda;
  3. Se o seu cartão de crédito não for aceito no site da empresa de trem;

Aluguel de Carros

RENTCARS: Sonhando com aquela viagem de carro pela Europa? Além de ser a melhor ferramenta para pesquisar e visualizar preços de automóveis em várias locadoras ao mesmo tempo, para nós brasileiros a Rentcars ainda oferece um benefício extra: o pagamento é considerado compra em território nacional, o que evita a cobrança dos 6,38% de IOF sobre o valor do aluguel e ainda permite o parcelamento em até 12x no cartão.

Melhor Cotação do Euro

MELHOR CÂMBIO – Lembra de ter que fazer aquela peregrinação entre uma casa de câmbio e outra da sua cidade, em buscar das melhores taxas pra comprar moeda estrangeira? Felizmente essa época está com os dias contados, graças ao site Melhor Câmbio.

Basta você selecionar na página inicial a moeda do seu interesse, a cidade aonde quer pesquisar os valores, selecionar se quer comprar ou vender, e uma página com as cotações de diversas casas de câmbio aparece, tanto para compra em espécie, quanto para cartões travel money, e com o IOF já computado.

viajar para a europa

Abra em uma nova aba/janela para ampliar a imagem.

Veja que há no centro da página uma ferramenta de negociação, em que você pode submeter uma oferta indicando o quanto você quer comprar e a taxa que deseja pagar. Ao mexer na taxa, a própria ferramenta já indica se há chances ou não de sucesso na negociação. As chances de pagar uns centavinhos a menos costumam ser boas a partir de uns € 2000.

Compra de ingressos antecipados

A maioria das grandes cidades Europeias presencia uma verdadeira invasão de turistas no verão e a primeira e maior consequência disso são as enormes filas para entrar nas principais atrações. A arte de evitar longas horas em filas que comem o precioso tempo da sua viagem pode ser traduzida em uma palavra: antecedência.

TICKETBAR: É o maior site de ingressos de atrações turísticas e passeios da Europa, com versão em Português, e onde você pode fazer a compra com meses de antecedência, e receber os seus ingressos por e-mail, evitando filas e garantindo o seu horário de entrada.

+ Como evitar que a sua viagem para a Europa se torne uma maratona insana de museus.

Camp Nou – Barcelona (Foto: Arquivo Pessoal)

Hospedagem

BOOKING.COM: Mesmo com uma penca de sites de hospedagem aparecendo por aí, nenhum conseguiu superar o bom e velho Booking ainda. Se a minha ideia é ficar em um hotel, pousada ou um hostel, é sempre aqui que eu faço a minha busca e encontro os melhores preços. Enfim, dispensa maiores apresentações.

AIRBNB: Uma das novas sensações do fenômeno da economia compartilhada, o Airbnb é ideal para quem ter aquele gostinho de morar no local. A plataforma conecta donos de casas e apartamentos ao redor do mundo, dispostos a alugar a propriedade ou simplesmente um quarto que esteja sobrando, com viajantes.

Sendo a hospedagem um fator crítico no planejamento financeiro de uma viagem pela Europa, o Airbnb surge como uma ótima opção para famílias e grupos de amigos.

COUCHSURFING: Viajar para a Europa ainda está longe de deixar de ser um privilégio, mas pra quem tem espírito aventureiro e/ou pouca grana, o couchsurfing é uma comunidade que conecta moradores locais dispostos a receber viajantes em suas casas e até servir como guias locais.

Como hóspede, ler a descrição e ter atenção quanto às regras colocadas pelos anfitriões é muito importante para garantir que a experiência seja incrível para você e para quem te recebe.

Os membros da comunidade vão construindo uma reputação entre si, à medida que avaliam a experiência como hóspedes e anfitriões entre si, através de notas e comentários.

 

Esses foram os sites que funcionaram bem pra mim e para os meus amigos, e agora eu passo a bola pra você usar essas dicas e detonar nesse planejamento, deixando tudo no esquema pra sua viagem.

Engenheiro Bioquímico por formação, Carioca por vocação, 30 anos. 11 em cada 10 sonhos seus envolvem nomadismo e lugares pouco convencionais ao redor do mundo. Uma hora ele acaba realizando.