Cajón del Maipo: Trekking no Parque Nacional El Morado

Cajón del Maipo: Trekking no Parque Nacional El Morado

Cajón del Maipo é a pedida ideal para quem quer fugir um pouco da movimentação de Santiago e curtir um ou mais dias de aventura e contato com a natureza durante a passagem pela capital Chilena. A região é perfeita para a prática de esportes outdoor e, por não ser tão explorada, também é perfeita para fugir das multidões de turistas que lotam as os pontos turísticos mais conhecidos de Santiago.

Como as estações de esqui já estavam fechadas quando fui à Santiago pela primeira vez, procurei então um outro destino de montanha onde fosse possível ver a neve que sobrou do inverno e passar o dia praticando alguma atividade. Alguns blogs depois, a escolha não poderia ter sido mais certeira: a trilha para o monumento natural El Morado, nos confins do Cajón del Maipo.

20131027_175429

Vilarejo de Baños Morales – Cajón del Maipo

O ponto de partida para a aventura fica a 93 kilômetros de Santiago, no pequeno vilarejo de Baños Morales. Aonde além do acesso ao Parque Nacional El Morado, há algumas piscinas de águas termais que, reza a lenda são terapêuticas. É também o último ponto antes da trilha aonde você pode aproveitar pra comprar algo para comer ou beber.

20131027_164334

Rio de degelo passando por Baños Morales

A Trilha

Antes de começar a caminhada, é necessário se dirigir à administração do parque para se identificar e pagar a entrada (Adultos: $2000, Crianças: $1000, Idosos – Mulheres com mais de 60 anos e homens com mais de 65: grátis).

Não há grandes recomendações para fazer esta trilha, já que só há um caminho para ir e voltar, (Ou seja, não dá pra se perder), e não é necessário nenhum tipo de calçado ou equipamento especial para realizar o trajeto. A única coisa que é realmente necessária é o filtro solar, já que não há uma árvore sequer no caminho para fazer sombra.

20131027_110930

A caminhada em direção ao El Morado começa com uma subida muito pouco exigente em relação ao terreno e que dura aproximadamente uns 40 minutos. Ao final dela você estará no setor “Águas Panimávidas”, a partir de onde você passa a andar sem enfrentar muito sobe e desce, e onde é possível ver na parte baixa do terreno diversas fontes de água mineral brotando do chão. Durante o inverno, só é permitido caminhar até este setor do parque, dado que o acúmulo de neve pode alcançar 1 metro de altura no trecho mais à frente. Até o final do setor, a caminhada é de 3 Km.

20131027_113705

Parque Nacional El Morado – Cajón del Maipo

20131027_150614

Setor Águas Panimávidas

Desde o início desta parte do caminho você já tem uma visão incrível do Glaciar San Francisco e do Glaciar El Morado, que dá nome ao parque nacional. Os rios formados pelo degelo da neve que cobre as montanhas só fazem tornar a paisagem mais linda e impressionante.

20131027_113239

Parque Nacional El Morado – Cajón del Maipo

Continuando a caminhada, chegamos à Laguna Morales, que para a maioria dos visitantes significa o final da trilha, já que dali em diante passa a ser necessária uma autorização especial para atividades de montanha de nível mais técnico. Dá uma inveja da galera que vai lá no alto sim, mas nada que tire o seu sono depois, já que até a laguna já dá pra ter uma overdose de paisagens fantásticas espalhadas pelo caminho. A distância caminhada até a Laguna Morales é de aproximadamente 6 Km, e só é possível chagar até este ponto durante a primavera e no verão.

Em especial na primavera, o local fica ainda mais bonito, já que ainda há uma boa cobertura de neve nas montanhas que cercam a trilha, ao mesmo tempo que os animais e a vegetação local começam a retornar ao cenário para aproveitar a época mais quente.

20131027_122750

Laguna Morales

20131027_115453

Brasileiro, Neve. Neve, Brasileiro. =D

Brasileiro fazendo brasileirice. :p

Brasileiro fazendo brasileirice. :p

Águas Termais 

Como a trilha não é muito demorada, mesmo com o descanso na Laguna Morales, ainda tive umas duas horas para aproveitar antes que o ônibus retornasse para Santiago. Fui então aproveitar as piscinas de águas termais que ficam no pequeno centro de Baños Morales.

20131027_173242

Baños Morales – Piscinas de águas termais

As águas que enchem as piscinas são ricas em iodo, sódio, potássio, cloro e outros minerais, e dizem que possuem propriedades medicinais e relaxantes. Como dá pra ver na foto, essa mistura toda deixa ela meio barrenta também, mas há vestiários aonde você pode tomar o banho mais gelado da sua vida pra se limpar depois 🙂 .

A entrada custa 2500 pesos para adultos e 500 pesos para crianças, e o legal é que o pessoal que toma conta avisa a temperatura da água, já que esta varia e em alguns dias pode não estar tão quente assim (exatamente o que aconteceu quando estive lá 🙂 ).

Como Chegar?

Eu fui de Santiago para o Cajón del Maipo por conta própria é posso dizer que é bem tranquilo. Para fazer o mesmo você tem duas opções.

– ÔNIBUS: Do Centro de Santiago para Baños Morales, o vilarejo aonde começa a aventura, você tem que pegar o Metrobus Nº 72 (MB 72) no ponto de ônibus que fica na saída da estação de metrô Bellavista La Florida (Linha 5). A passagem de ida e volta custa $8000 e só há uma saída por dia, às 7:30 hs da manhã. Pra salvar a galera que perdeu a hora (tipo eu! 🙂 ), cerca de 30-40 minutos depois o ônibus também para no ponto em frente à estação Las Mercedes (Linha 4 – Azul). O ônibus retorna à Santiago às 18:00 hs. Mas fique atento:

De 15 de Setembro até 31 de Dezembro, os ônibus só saem aos Sábados, Domingos e Feriados. De 1º de Janeiro até a primeira semana de Março, as saídas são diárias. Nas demais datas, prefira ir com uma agência ou alugue um carro, pois não há ônibus para Baños Morales.

– CARRO: A Ruta Y-25 (Camiño al Volcán) é a estrada que corta toda a região do Cajón del Maipo e leva até o povoado de Baños Morales. Para acessá-la saindo da região central de Santiago, basta seguir o mapa abaixo, que tem o início do trajeto marcado na Plaza Italia, na Providencia.

Na maior parte do caminho a estrada é asfaltada e bem sinalizada. O visual da região é outro atrativo durante a viagem, que tem o Rio Maipo beirando a estrada durante boa parte do trajeto. O cenário vai se modificando até encontrar as montanhas nevadas, já próximo ao nosso destino.

No trecho mais próximo à Baños Morales a estrada é de rípio e é necessário dirigir com um pouco mais de cautela, pois há alguns caminhões trafegando nessa parte, já que ali há muitas empresas de mineração.

Se você preferir contratar alguma agência, apesar de não ter utilizado o auxílio de nenhuma, há boas indicações da Lahuentour e da Jorge Excursiones. O preço do tour gira em torno de 35000 pesos chilenos.

+ MAIS: Veja todas as nossas dicas sobre Santiago do Chile

Finalizando, tenho certeza de que o Cajón del Maipo é um dos lugares mais lindos que eu já pisei e recomendo fortemente que você não perca a chance de visitá-lo caso esteja em Santiago do Chile e curta aventuras e praticar esportes ao ar livre. Com essas dicas e o relato sobre a trilha, espero ter dado um bom norte para que você possa descobrir e aproveitar muito esse pedaço do Chile incrível e ainda pouco explorado. Mas, se você tiver alguma dúvida, dica ou quiser contar a sua experiência no Cajón del Maipo, compartilhe conosco e com os outros leitores na área de comentários!

Engenheiro Bioquímico por formação, Carioca por vocação, 30 anos. 11 em cada 10 sonhos seus envolvem nomadismo e lugares pouco convencionais ao redor do mundo. Uma hora ele acaba realizando.